ARTIGOS EM PORTUGUÊS

ALMEIDA, F.C.; PIMENTEL, M.C.P. Relação entre Monitoramento e Orientação Estratégica: um estudo da percepção de profissionais da inteligência competitiva, 2017

RESUMO: Esta pesquisa teve por objetivo investigar a relação entre o modo como uma organização monitora o seu ambiente exter- no e a sua orientação estratégica e baseou-se no modelo teórico de Daft e Weick. Esses dois constructos foram avaliados através da percepção de profissionais relacionados a atividades de monitoramento nas organizações em que atuam. A abordagem escolhida foi quantitativa, utilizando-se a pesquisa descritiva e explanatória como método de pesquisa. Os da- dos foram analisados através de técnicas estatísticas descritivas, não paramétricas, e de análise multivariada. Os resultados indicam uma relação entre os dois constructos investigados, sendo que a procura formal por informações se destacou mais nas organizações analíticas e prospectoras e a procura informal, nas reativas e defensivas.

ALMEIDA, F.C.; HIRATA, P. Entendendo e implantando um sistema de inteligência competitiva, 2016

RESUMO: Este artigo explora um processo de inteligência competitiva, voltado para monitorar o ambiente externo por meio do uso de sinais fracos, a fim de antecipar oportunidades e ameaças. Este trabalho apresenta um estudo comparativo que descreve a implantação de dispositivos de monitoramento por meio do método proposto por Lesca (2003) e Lesca e Lesca (2011, 2014) em duas empresas estrangeiras –  americana e francesa – situadas em um contexto brasileiro. O objetivo do artigo é explorar processos de inteligência competitiva e compreender, por meio de estudos de caso, quais as principais variáveis que influenciaram a sua implantação. No decorrer da análise, alguns fatores se destacaram pelos seus impactos na adoção do método, como: planejamento simples e organização clara, alinhamento de informação entre os participantes, formação de um comitê de implantação, entre outros. Já os fatores-chave para o sucesso do processo são: geração efetiva de inteligência, apoio da alta administração, adaptabilidade e disciplina. Finalmente, o método usado demonstrou ser eficaz, gerou resultados significativos para as empresas estudadas. Os resultados para as companhias que implantaram o método variam desde a melhoria na comunicação da estratégia da empresa, a extensão da rede de contatos internos do grupo, a dotação de base para administração do conhecimento e o maior conhecimento dos negócios até assuntos que envolvem a empresa, a estratégia orientada para ação e o tempo de qualidade para discussão da estratégia de longo prazo.

ALMEIDA, F. C.;CANTON, A. W. P. Motivação Intrínseca e Participação em Processos de Inteligência Competitiva, 2015.

RESUMO: Esta pesquisa se preocupou em entender que fatores motivam os indivíduos de uma empresa a coletar informações antecipativas no ambiente competitivo e estar intrinsecamente motivados a participar de processo em redes de inteligência. O trabalho desenvolveu-se por meio de uma pesquisa quantitativa tomando por base um estudo de caso. Com base no
referencial teórico elaborou-se uma surveyatravés da qual obteve-se um conjunto de 70 respondentes com questionários válidos. A pesquisa tem como referencial teórico estudos de inteligência competitiva, bem como os estudos de comportamento e motivação (SDT). Procurou-se investigar a relação entre fatores como feedback, apoio do corpo gestor, premiação, dimensões latentes como sentimento de autonomia ou de competência e a motivação intrínseca do indivíduo a participar do processo de inteligência. Os resultados permitem identificar relação positiva entre motivação a participar no processo de inteligência e alguns fatores como feedback, uso de sistemas de informática, valor do processo e dimensões como sentimento de competência, de autonomia e relacionamento.

ALMEIDA, F. C.;FONSECA, F. Fatores de Abandono de Iniciativas de Inteligência Competitiva, 2014.

RESUMO: O uso de inciativas de inteligência competitiva é crescente e, mesmo com o potencial benefício esperado com seus resultados, muitas são abandonadas. Esse trabalho identificou fatores de implantação e de operação que levam organizações a abandonar iniciativas de inteligência competitiva, observados empiricamente por meio de um estudo de casos múltiplos, englobando três situações de abandono.

Lesca e Caron-Fasan (2008) foram os pioneiros a investigar os fatores de falha e abandono na implantação de projetos de inteligência competitiva (IC), baseando-se em literatura de implantação de sistemas de informação (SIs). Esse trabalho pretende complementar a investigação, observando fatores em iniciativas que já estavam em funcionamento, e levando em consideração fatores de ordem operacional, que porventura tenham provocado desinteresse na continuidade das atividades de IC.

A revisão bibliográfica traz uma breve conceituação de IC, incluindo suas diversas linhas de teóricas, um modelo de medição de maturidade das atividades de IC, uma análise das similaridades e diferenças entre IC e SIs, um agrupamento dos principais os fatores de falha em implantação de projetos de IC, e os fatores críticos operacionais que possivelmente influenciam no desempenho das atividades de IC.

A metodologia utilizada foi a de estudo de casos múltiplos, representando uma abordagem analítica, aprofundada, sem interferência do pesquisador e qualitativa. A unidade de análise central foi o processo estruturado e formalizado de inteligência competitiva. Foram utilizados 3 casos, escolhidos por conveniência. A coleta foi guiada por um questionário e a análise foi feita a partir da estratégia de desenvolvimento de descrição de caso com a elaboração de relatórios individuais para cada caso.

Verificou-se que a principal causa de abandono se deu, exclusivamente como decorrência da falta de suporte da alta administração, sugerindo que o desempenho e a perenidade das atividades de IC possui grande dependência da sustentação política e de legitimidade formal. Verificou-se uma fraca e limitada visão do que é a utilização de IC dentro das organizações, estreitando sua essência a uma ferramenta de gestão, onde o administrador escolhe utilizá-la ou não.

ALMEIDA, F.C. Motivação nas redes de coleta em processos de inteligência competitiva, 2014.

RESUMO: Esta pesquisa se preocupou em entender que fatores motivam os indivíduos de uma empresa a coletar informações antecipativas no ambiente competitivo e estar intrinsecamente motivados a participar de processo em redes de inteligência. Trata-se de uma pesquisa qualitativa exploratória. Foram analisadas entrevistas com profissionais que conduziram ou participaram do processo de inteligência na empresa estudada. A pesquisa tem como referencial teórico estudos de inteligência competitiva, bem como os estudos de comportamento e motivação (STD). Procurou-se investigar a relação entre fatores como feedback, apoio do corpo gestor, premiação, dimensões latentes como sentimento de autonomia ou de competência e a motivação intrínseca do indivíduo a participar do processo de inteligência. Os resultados permitem identificar relação positiva entre motivação a participar no processo de inteligência e alguns fatores como feedback, uso de sistemas de informática, valor do processo e dimensões como sentimento de competência, de autonomia e relacionamento.

DURANTI, C.; ALMEIDA, F.C. Seleção de notícias online para inteligência competitiva – Uso de ontologia de domínio do negócio para expansão semântica da busca na internet, 2013.

RESUMO: A internet disponibiliza o acesso a notícias e informações em volume crescente a respeito do ambiente em que as empresas operam, e estas precisam se manter a par dos movimentos dos atores do seu mercado de atuação e dos temas pertinentes ao seu negócio para se manterem competitivas. O crescente volume de dados, porém, leva à sobrecarga de informações, quando o volume de informações disponíveis é maior que a capacidade de processamento dos usuários. Torna-se então necessário o desenvolvimento de métodos e ferramentas que ajudem a separar a informação potencialmente útil da informação irrelevante. Este trabalho apresenta o desenvolvimento de uma ferramenta que utiliza a modelagem da área de negócio na forma de uma ontologia como subsídio para formulação de melhores buscas na internet, através da expansão semântica interativa das palavras-chave utilizadas pelos usuários quando da busca num buscador comum da internet – ainda o método mais utilizado para coleta de informações da internet. Uma ontologia do domínio de negócio “Outsourcing de TI” e uma interface para uso dessa ontologia na expansão das buscas dentro deste domínio são desenvolvidos. O protótipo é testado por meio de simulações de buscas e testes por usuários da área de TI, com os quais é feito um levantamento de aceitação de tecnologia utilizando o modelo TAM-3 adaptado para a avaliação do protótipo. Os resultados do levantamento indicam uma boa aceitação da solução nos aspectos de utilidade, facilidade de uso e nas demais dimensões do modelo TAM3.

ALMEIDA, F.C; HIRATA, P. L.E.SCAnning® – Entendendo e Implantando um Sistema de Inteligência Competitiva, 2009.

RESUMO: O L.E.SCAning® é um método de inteligência competitiva, voltado a monitorar o ambiente externo por meio do uso de sinais fracos a fim de antecipar oportunidades e ameaças. Este trabalho apresenta um estudo comparativo descrevendo a implantação de um dispositivo de monitoramento, VAS-IC®, através do método L.E.SCAning®, em duas empresas estrangeiras – Americana e Francesa – situadas em um contexto brasileiro. O objetivo do artigo é apresentar um método de sistema de inteligência competitiva, destacando o método L.E.SCAning® e analisar, por meio de um estudo de caso, quais as principais variáveis que influenciaram a sua implantação. No decorrer da análise, alguns fatores se destacaram pelos seus impactos na adoção do método, como: planejamento simples e organização clara, alinhamento de informações entre os participantes, formação de um comitê de implantação, entre outros. Já os fatores-chaves para o sucesso do VAS-IC foram: geração efetiva de inteligência, suporte da alta administração, adaptabilidade e disciplina. Finalmente, o método utilizado demonstrou ser um processo pragmático e flexível, gerando resultados significativos. O método mostrou ser diferenciado por usar as teorias mais modernas da administração para a sua construção e pela relevância do mesmo para o ganho da competitividade da empresa.

DE ALMEIDA, Fernando C. Do saber intelectual ao conhecimento ação, 2009.

RESUMO: Este texto explora a questão do conhecimento segundo seu interesse, diferentes sentidos e relevâncias. Passamos do seu significado segundo os pensadores gregos à sua utilização segundo as aplicações em nosso tempo como ferramenta de apoio à ação em organizações e empresas.

MACHADO NETO, A. J.; ALMEIDA, F. C.; SILVA, J. P. C.; CAVALCANTI, M. F. O método de Análise de Cenários Aplicado ao Agronegócio do Etanol Interpretado a partir da Abordagem Sistêmica, 2008.

RESUMO: As questões ambientais e as externalidades negativas decorrentes do processo de crescimento dos sistemas produtivos, as novas tecnologias automotivas que possibilitam a utilização de fontes de energia renováveis, entre outros fatores, fazem parte da complexidade, na qual as organizações estão inseridas, em especial as do setor sucroalcooleiro, foco deste artigo. O setor de agronegócios no Brasil está bastante dinâmico nos últimos anos, em especial em relação ao etanol, combustível que vem sendo considerado como a alternativa mais viável para a substituição dos derivados de petróleo. Tem ocorrido uma concentração das empresas neste setor, bem como se acirrado a disputa por participação no mercado. Este artigo aplica a metodologia de análise de cenários para desenvolver futuros cenários para o setor no Brasil, usando a abordagem sistêmica para auxiliar na interpretação dos resultados. Os cenários foram construídos a partir da coleta de informações junto a executivos brasileiros de diversos setores. A metodologia de cenários permite desenvolver quadros e perspectivas futuras do setor. O trabalho estende a proposta metodológica de Blanning e Reinig (1998) de construção de cenários, aprofundando o processo de tratamento dos dados proposto por estes autores, sugerindo a abordagem sistêmica como forma de lidar com esta complexidade. Assim é possível a visualização e a interação de componentes que se agregam em conjuntos complexos, além do entendimento da multiplicidade e interdependência das causas e variáveis dos problemas, bem como a antecipação de possíveis tendências de soluções.

SOUZA, E. G. Monitoramento Estratégico Antecipativo: a guerra entre o Blu-Ray e o HD-DVD, 2008

RESUMO: Este artigo apresenta uma pesquisa na qual uma metodologia de Monitoramento Estratégico do Ambiente proposta foi utilizada para rastrear sinais antecipativos referentes ao provável vencedor da guerra de padrões entre duas tecnologias concorrentes e incompatíveis: o Blu-Ray, do consórcio liderado pela Sony, e o HD-DVD, do consórcio liderado pela Toshiba, considerando sinais emitidos entre julho de 2006 e dezembro de 2007. A pesquisa se baseou nos referenciais teóricos da Economia de Rede e da Inteligência Competitiva, aplicando os conceitos desta última para antecipar o resultado de uma disputa com características de Economia de Rede. A pesquisa foi efetuada pela aplicação do método de Lesca (2003) em um processo de Monitoramento Estratégico Antecipativo, utilizado na preparação da busca das informações e posterior análise. Além disso, a obtenção das informações (sinais) ocorre pela utilização de um agente inteligente de software.

ALMEIDA, F. C.; MOREIRA, A. H. S.; Estratégias de redes supermercadistas em mercados emergentes – uma competição internacional, 2007.

RESUMO: Este artigo explora a formação de um cenário do segmento supermercadista brasileiro, a partir das três maiores redes com presença no Brasil, pelo ranking ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados), Groupe Casino, Carrefour e Wal-Mart, com foco nos temas de aquisições e fusões de bandeiras. As fontes utilizadas para obtenção das informações através da Web, foram de mídia generalizada e de mídia especializada. O método utilizado para a identificação de possíveis sinais antecipativos foi o de monitoramento Estratégico do Ambiente com a utilização de protótipo de software tipo webcrawler ou webspider, baseado nos conceitos de Agentes de Software.

ALMEIDA, F. C.; ONUSIC, L. M.; LESCA, H. Criação de sentido e criatividade no monitoramento estratégico do ambiente, 2007.

RESUMO: Neste artigo, explora-se uma abordagem de monitoramento estratégico do ambiente, focando em particular a etapa de análise das informações obtidas no processo. A abordagem de monitoramento estratégico utilizada serve ao tratamento de informações qualitativas de caráter antecipativo (sinais fracos ou sinais antecipativos). A etapa de análise das informações é chamada aqui de etapa de criação de sentido, pois nela expande-se o processo de análise de informações para um processo criativo de interpretação dos sinais fracos, a fim de identificarem-se ameaças e oportunidades. Essa etapa é confrontada neste trabalho com as teorias e técnicas da criatividade, explorando-se assim sua contribuição à etapa de criação de sentido. Uma revisão das teorias da criatividade é apresentada inicialmente, para então buscarem-se suas contribuições à abordagem de monitoramento estratégico. Com base nessa revisão e na associação das teorias da criatividade à etapa de análise (criação de sentido), conclui-se o artigo com proposições de pesquisa.

ALMEIDA, F. C.; MACHADO NETO, A. J.; GIRALDI, J. M. E. Estrutura e Estratégia: Evolução de paradigmas. REGE. Revista de Gestão USP, v. 13, p. 15-26, 2006.

RESUMO: O presente trabalho analisa as relações de interdependência existentes entre a estrutura da empresa e as estratégias a serem implementadas. É feita uma breve revisão da literatura sobre estratégia, administração estratégica e as diversas formas de conduzir a implementação das que se apresentam como as mais adequadas à consecução dos objetivos organizacionais. Foram analisados os modelos tradicionais de estrutura organizacional, bem como as vantagens e desvantagens estratégicas que cada um apresenta. Por fim, foram estudadas as abordagens de diferentes autores sobre as relações de interdependência entre a estrutura da empresa e as suas estratégias. Em conclusão, verifica-se que, embora as estratégias da empresa possam ser fixadas a partir da análise da sua estrutura organizacional, dos seus pontos fortes e fracos, esta atitude nem sempre é viável. Numa época em que as tecnologias evoluem de forma extremamente rápida e a competitividade se acelera em nível global, tornam-se necessárias estruturas organizacionais flexíveis, que possam modificar-se rapidamente, para atender às estratégias capazes de permitir a adequada inserção da empresa em um ambiente externo extremamente volátil.

ALMEIDA, F. C.; MOREIRA, A. H. S.; Utilização de agentes de software para recuperação de sinais antecipativos na internet, 2006.

RESUMO: Este trabalho explora uma solução para tornar mais eficiente a recuperação de sinais estratégicos antecipativos na Internet, na chamada fase de rastreamento ou de captação de informação estratégica antecipativa, segundo diferentes autores, que descrevem ciclos da Inteligência Competitiva. Durante o texto a seguir serão descritos os conceitos de Inteligência Competitiva e de agentes inteligentes de software, considerada a solução ideal para suportar a recuperação de informação neste mundo imenso que é a Internet.
Um protótipo será arquitetado para verificar a possibilidade de agentes serem uma boa representação e solução para o rastreamento de informação, com o objetivo de suportar o monitoramento estratégico do ambiente de uma organização. Estas informações, necessariamente, devem ser qualificadas, confiáveis e condizentes com um tema, atores e fontes predeterminados. A forma de obtenção das informações no ambiente Web pode ser feita diretamente e de forma discreta (no tempo) ou contínua, sem que seja acionada uma questão para busca direta, mas em resposta a um evento com características de interesse definidas.

ALMEIDA, F. C. ; PASSARI, A. F. Previsao de vendas no varejo por meio de redes neurais. RAUSP. Revista de Administração, v. 41, p. 257-272, 2006.

RESUMO: Neste trabalho, explora-se o uso de redes neurais na previsão de vendas no varejo. Com essa técnica foram elaboradas previsões a partir de dados históricos de vendas de produtos de uma empresa do varejo. Foram gerados modelos com o uso de dados de venda de cada um dos produtos da base de dados, semana a semana. Os resultados sugerem que a modelagem por meio de redes neurais artificiais pode ser considerada adequada para a previsão de demanda de produtos no nível individual (produto a produto). Os modelos obtidos com o uso da metodologia proposta podem prever as vendas de produtos no curto prazo com maior precisão do que as técnicas naïve não-ajustada e de regressão linear, mais freqüentemente utilizadas.

ZWICKER, R.; TREVISANI, A. T.; CUNHA, V. A importância do Monitoramento da Emissão de Sinais Fracos, 2006.

RESUMO: Na gestão estratégica suportada por informações obtidas do ambiente é particularmente relevante o conceito de sinais fracos. O papel que estes desempenham como informações de antecipação, o seu monitoramento e, em particular, a sua captação do ambiente são questões bem esclarecidas na literatura; entretanto, a questão da emissão desses sinais não é tratada. Este trabalho focaliza a emissão de sinais fracos, identificando por que a empresa deve se preocupar com este tema e sugerindo uma ampliação do conceito de monitoramento de sinais fracos, de forma a contemplar não só a captação desses sinais, mas também a sua emissão. Inicialmente, são revistos os conceitos de informação de antecipação, sinais fracos e monitoramento antecipativo estratégico, que compõem o arcabouço teórico; em seguida, discutem-se os argumentos propostos em relação à emissão de sinais fracos; finalmente, contrapõem-se as atividades de captação e de emissão de sinais fracos segundo dimensões propostas pelos autores.

LESCA, H., ALMEIDA; F. C, CINQUINI, A. Monitorameto Estratégico Antecipativo – Inteligência Coletiva (VAS-IC®) – Método L.E.SCAnning®, 2006.

RESUMO: O conceito de Monitormento Estratégico Antecipativo (termo original Veille Anticipative Stratégique) é apresentado neste documento assim como um procedimento – ou método – para introduzir um processo de Monitoramento Estratégico do Ambiente em empresas (ou qualquer organização em geral). Nas páginas a seguir, apresentaremos um método, segundo as etapas que o caracterizam. O leitor que desejar mais detalhes poderá se reportar à bibliografia fornecida ao final ou ao site www.vsbrasil.com.br

ALMEIDA, F. C.; ONUSIC, L. M.; MACHADO NETO, A. J. Proposições e experimentos sobre o métodode análise de cenários no varejo brasileiro, 2005.

RESUMO: O setor de supermercados no Brasil tem estado bastante dinâmico nos últimos anos, percebendo-se um grande número de fusões e aquisições de redes brasileiras por empresas estrangeiras. A concentração tem aumentado ano a ano, bem como a disputa por participação de mercado.
Este trabalho aplica a metodologia de análise de cenários para desenvolver um cenário futuro do setor de supermercados no Brasil. Os cenários são construídos a partir da coleta de informações junto a executivos brasileiros de diversos setores. A metodologia de cenários permite desenvolver quadros e perspectivas futuras do setor. O trabalho estende a proposta metodológica de Blanning e Reinig (1998) de construção de cenários, aprofundando o processo de tratamento dos dados proposto por este autores.

ALMEIDA, F. C. ; SIQUEIRA, J. O.; ONUSIC, L. M. Data Mining no Contexto de Customer Relaionship Management. Caderno de Pesquisas em Administração (USP), Programa de pos FEA/USP, v. 12, n. 2, p. 85-97, 2005.

RESUMO: As empresas têm dado importância crescente ao conhecimento do cliente, de maneira a melhorar o relacionamento com ele e aumentar a sua fidelidade com elas. Os processos de gerenciamento do
relacionamento com o cliente, ou CRM (customer relationship management), integram um processo de
aquisição de conhecimento sobre o perfil e o comportamento dos clientes chamado de data mining (DM). O objetivo principal deste artigo é apresentar as etapas do processo de DM que devem orientar a sua
implementação no contexto do CRM. Algumas técnicas estatísticas freqüentemente utilizadas em DM são
apresentadas.

ALMEIDA, F. C. . Novo Modelo Organizacional Baseado No Cérebro Humano. Revista de Admininstração – RAUSP, São Paulo, v. 30, n. 1, p. 46-56, 1995.

RESUMO: Neste artigo propõe-se novo modelo organizacional baseado no funcionamento do cérebro humano. Fala-se com freqüência que, devido à evolução da tecnologia de informática, as organizações estão se transformando tendo por base a informação e o conhecimento. Novas formas de organização focando processos de negócio, trabalho em equipe, entre outras, têm seu trabalho fortemente apoiado na tecnologia de informática, na informação e no conhecimento. O modelo neural mostra-se bastante adaptado aos princípios das novas organizações das próximas décadas, pois seu funcionamento baseia-se no tratamento da informação e do conhecimento.

LESCA, H.; ALMEIDA, F. C. Administração Estratégica da Informação, 1994.

RESUMO: A informação e sua administração eficaz não tem sido levadas em conta de maneira adequada pela maioria das empresas. Este artigo tem por objetivo destacar o interesse em tratar a informação segundo uma orientação estratégica e estimular sua discussão dentro da empresa a fim de obter vantagem competitiva sobre a concorrência.
O artigo propõe alguns instrumentos que permitam ao leitor avaliar o grau de consciência da empresa sobre o problema e também alguns instrumentos que poderiam ser utilizados pelo corpo diretivo de uma empresa a fim de desenvolver sua administração estratégica da informação.

ARTIGOS EM INGLÊS

ALMEIDA, F.C; LESCA, H; CANTON, A.W.P. Intrinsic motivation for knowledge sharing – competitive intelligence process in a telecom company. Journal of Knowledge Management, v. 20, n. 6, pp. 1282 – 1301, 2016

RESUMO:
Purpose – Knowledge about competitive environments is a determinant factor for the success of a firm, as it may allow it to anticipate threats and opportunities in its market. This study aims to explore variables that enable or prevent an employee’s intrinsic motivation to share knowledge. It studies the collection and sharing of information that may be a signal of future competitive moves in competitive intelligence (CI) processes.
Design/methodology/approach – Canonical correlation was used by utilizing survey data from a company. The study was based on the self-determination theory relating intrinsic motivation to behavior.
Findings – The study confirms the importance of different aspects motivating knowledge sharing behavior, such as information system’s support, top management support and information feed-back.
Research limitations/implications – The study is limited to one company, respecting the limitations of a case study, but external validation was impossible to test. Findings showed a strong correlation of some variables with intrinsic motivation and are coherent with other studies in the knowledge sharing field.
Practical implications – Firms introducing knowledge sharing processes should pay attention to the importance of information system support. The relationship with people involved is also important, as in supporting their collaborations and giving feed-back to contributions. Sustaining intrinsic motivation seems a fundamental aspect to the process’ success.
Originality/value – The study indicates the relation of different variables of motivation with motivation. It explores knowledge sharing in a CI process, an important process in firms nowadays. It shows important aspects that ensure continuity of knowledge sharing as informational feed-back and top management support. Canonical correlation was also used, a technique not frequently explored and useful to study correlation among groups of variables.

DURANTI, C.B. ; ALMEIDA, F.C. Selection of Online News for Competitive Intelligence: use of Business Domain Ontology for Internet Search Semantic Query Expansion. Global Journal of Computer Science and Technology: H Information & Technology, v. 15, n. 6, pp. 10 – 26, 2015.

RESUMO: The Internet provides ever increasing volumes of news and information about the environment in which companies operate. This can lead to information overload, in which the volume of information available overwhelms the processing power of the user. Methods and tools that help separate potentially useful information from irrelevant information need to be developed. This research applied design research to investigate the development of a tool to help users refine internet searches on competitive intelligence. It used modeling of the target business area in the form of anontology to aid the formulation of search terms through interactive semantic expansion of the keywords entered by users.

KRAKAUER, P. V. C.; ALMEIDA, F. C.; ALMEIDA, M. I. R. Competitive Intelligence: Bibliometric Research on Early Signals. Journal of Modern Accounting and Auditing, v.9, n.4, p. 546-555, 2013.

RESUMO: Considering the importance of the anticipated intelligence issue on the current scenario, this article aims at understanding the scientific production about the subject, contributing to future researchers with greater academic knowledge about the productivity in the area. Therefore, a bibliometric research was carried out on weak signals and correlated matters between 1980 and 2010 and was supported by the literature review about the subject. The suggested analysis contributes to greater academic knowledge on productivity in the field, providing a broad perspective for future researchers who catch sight of this subject as a potential for further studies.

OZAKI, A.; DEL REY, A.; ALMEIDA, F.C. Technological monitoring radar: a weak signals interpretation tool for the identification of strategic surprises. Future Studies Research Journal, v. 3, n. 1, pp. 85 – 111, Jan./Jul. 2011.

RESUMO: In the current competitive scenario, marked by rapid and constant changes, it is vital that companies actively monitor the business environment, in search of signs which might anticipate changes. This study poses to propose and discuss a tool called Technological Monitoring Radar, which endeavours to address the following query: “How can a company systematically monitor the environment and capture signs that anticipate opportunities and threats concerning a particular technology?”. The literature review covers Competitive Intelligence, Technological Intelligence, Environmental Analysis and Anticipative Monitoring. Based on the critical analysis of the literature, a tool called Technological Monitoring Radar is proposed comprising five environments to be monitored (political, economical, technological, social and competition) each of which with key topics for analysis. To exemplify the use of the tool, it is applied to the smartphone segment in an exclusively reflexive manner, and without the participation of a specific company. One of the suggestions for future research is precisely the application of the proposed methodology in an actual company. Despite the limitation of this being a theoretical study, the example demonstrated the tool’s applicability. The radar prove to be very useful for a company that needs to monitor the environment in search of signs of change. This study ́s main contribution is to relate different fields of study (technological intelligence, environmental analysis and anticipative monitoring) and different approaches to provide a practical tool that allows a manager to identify and better visualize opportunities and threats, thus avoiding strategic surprises in the technological arena.

ALMEIDA, F. C.; DURANTI, C. M. Influence of cultural factors in the communication in global virtual projects Case study of a Technology company. In: XVIIIème Conférence de l AIMS, 2009, Grenoble. Actes de la conférence AIMS 2009 (Grenoble). Grenoble, 2009.

RESUMO: Management of virtual teams in global projects demands close attention to the communication process which becomes critical as the traditional communication resources become limited and need to be replaced by methods based on technology (teleconference, e-mail, chat, etc.). Moreover, it is frequent that global projects’ teams encompass members from different cultures. This research studies how the communication process is affected by cultural differences through a survey about the perception of virtual communication tools which is answered by a group of Americans and Brazilians. The results show significant differences between the perceptions of the groups, according to their national culture characteristics.

BLANCO, S.; LESCA, N. From weak signals to anticipative information: learning from the implementation of an information selection method. In Search of Time, Isida, Palermo, Italy, May 8-10, 2003.

RESUMO: A major issue in strategic management is the ability of managers to anticipate opportunities and threats in their environment. They should be able to detect weak signals announcing future major changes and to specify forthcoming events, their potential impact, importance and urgency. This assertion, with which most authors agree, takes for granted the existence and the practicability of the concept of weak signals and also the possibility for managers to clearly identify and specify a future. Field observations question these assertions. Many difficulties and ambiguities appear regarding the concept of weak signal and the anticipative capabilities of managers. Examples highlight that some of them are totally resistant to adopting a future orientation mainly because of a weak tolerance to ambiguity. Others may think they have detected a weak signal without being able to formulate any potential future change – thus being unable to consider delays and time variables. These weak signals detectors may make some of their colleagues aware of a kind of urgency and of an acceleration of change whereas other colleagues may ignore the identified weak signal as no future change is perceived. Observations show that the issue of time management triggers divergence, conflicts and cognitive dissonance between individuals. Finally, organizations are badly equipped to overcome turbulence.
In this context, a heuristic method aimed at transforming weak signals into anticipative information has been developed and implemented within four organizations and with fifty participants. Through a narration process, observations about how managers interpret information in a future-oriented manner give insights about their time perception and orientation, the way they formulate delays and the variables that may affect their judgements. Major learning from these experiences are presented in this paper with an emphasis on the major difficulties regarding time perceptions. Finally, a proposal about how to develop future-orientation of managers is formulated.

BLANCO, S.; CARON-FASAN, M-L.; LESCA H. Developing capabilities to Create Collective Intelligence Within Organizations. The Journal of Competitive Intelligence and Management, JCIM, v.1, n.2, 2003.

RESUMO: Although Business Intelligence (BI) is perceived as being more and more essential to the survival of organizations, its viability and effectiveness can be questioned in terms of the inability of practitioners to exploit strategic information. As little work is available on this practical issue, our objective is to fill the gap by developing a method for the creation of collective intelligence on organizational environments. Using a qualitative methodology known as ‘engineering management research’, we have attempted to further both practical and theoretical knowledge about BI. So far, we have completed four experiments within organizations. The theoretical as well as the practical results are encouraging. In this article we have attempted to present our approach in a way that may be of value to people interested in applying it them-selves.

ARTIGOS EM FRANCÊS

BOISSIN, J.; BRANCHET, B.; ALMEIDA, F. C.; BITTAR, S.; FREITAS, H.; MARTENS, C. D. P. Intentions entrepremeuriales des étudiants: une comparaison Brésil – France. In: Congrès de l’Institut Franco-Brésilen d’Administration des Entreprises – IFBAE, 2009, Grenoble. Poles territoriaux et internationalisation, 2009.

RESUMO: A partir de uma revisão de literatura baseada no modelo psicossocial do comportamento planificado de Ajzen, estudou-se as determinantes da intenção empreendedora apresentadas pelos estudantes do Brasil e da França. Observou-se que os níveis medidos dessas intenções são bem diferentes entre um país e outro e tentou-se explicar essas divergências a partir de elementos que, segundo o modelo utilizado, baseiam-se nessas intenções: atitude em relação à criação da empresa, normas sociais e controle comportamental percebido. Assim, salientou-se5 ème colloque de l’IFBAE – Grenoble, 18 et 19 mai 2009 as diferenças de algumas crenças entre estudantes brasileiros e franceses; após propôs-se, utilizando técnicas de análise de dados, três fatores (tipo de visão do empreendedorismo, posicionamento e grau de implicação na vida profissional) que estruturam as intenções empreendedoras dos estudantes bem como suas tipologias que revelam os comportamentos relativos às essas intenções, bastante distintas e características à nacionalidade dos estudantes.

CARON-FASAN, M-L Une méthode de gestion de l’attention aux signaux faibles. Revue Systèmes d’Information et Management, vol.6, n°4, pp.73– 89, 2001.

RESUMO: Cet article propose, dans une orientation cognitive des systèmes d’information, une méthode d’aide à l’exploitation des informations anticipatives de type signaux faibles. Diverses applications dans des entreprises montrent que cette méthode de construction de sens met en oeuvre une façon naturelle de travailler par une démarche logique claire et intuitive. Toutefois, les dirigeants éprouvent encore des difficultés auxquelles la méthode se devra de répondre ultérieurement.

LESCA, H.; BLANCO, S. Théorie et pratique de la Veille stratégique: quelques retours d’expérience. Vers le concept d’Intelligence stratégique collective. Colloque VSST98 (Veille Stratégique, Scientifique et Technologique) Toulouse 19-23 oct, 1998.

RESUMO: L’intérêt des praticiens pour la veille stratégique ne cesse de croître. Cependant, l’efficacité des dispositifs existants n’est pas évidente. C’est pourquoi notre équipe s’attache depuis plusieurs années à apporter une contribution pratique et théorique en collaborant étroitement avec les entreprises. Cela nous a permis d’identifier une difficulté majeure de la veille stratégique, objet de cet article: la sélection des informations de veille stratégique. Nous passons en revue les connaissances existantes ce qui nous permet de dégager quelques pistes d’amélioration. Puis, nous présentons leur mise en œuvre dans un grand groupe industriel en nous attachant à décrire les réactions des participants. Ces observations contribuent à effectuer des retours d’expérience divers. Ils concernent la nature du processus de sélection, les conditions d’une mise en œuvre satisfaisante et ses interdépendances avec les autres aspects de la veille stratégique. Ces résultats contribuent à l’émergence du concept d’intelligence stratégique collective.